13ª Feira Mineira de Artesanato em Tiradentes reunirá mais de 400 artesãos do estado

A diversidade das matérias primas e as influências regionais do artesanato mineiro estarão representadas na 13ª Feira Mineira de Artesanato que acontece entre os dias 6 e 10 de setembro, na cidade histórica de Tiradentes. Apoiados pelo do Governo de Minas Gerais, através do Núcleo de Artesanato da Secretaria de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais (Seedif), mais de 400 artesãos do estado terão suas obras expostas na feira. Entre os produtos estão peças de cerâmica, madeira, couro, ferro, fibras têxteis, entre outros.

 No total 11 associações – que representam 200 artistas – e 10 artesãos individuais terão a oportunidade de expor e comercializar seus produtos através de uma parceria do governo do estado com o Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Os artistas mineiros foram selecionados por meio de um edital de chamamento público e irão ocupar um estande de 220 m².

 Outros 200 artesãos, de nove associações dos territórios Norte e Vale do Jequitinhonha, serão contemplados com um estande de 120 m² oferecido pelo Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Idene).

 O secretário de Estado Wadson Ribeiro, titular da Seedif, destaca que o artesanato mineiro é um dos mais expressivos do país em função de sua diversidade de matérias primas e tipologia. “O artesanato tem uma marca muito importante para todo o Brasil, mas principalmente para Minas Gerais. Aqui estão 15% daquilo que se produz de artesanato em todo o país”

 Carteira Nacional do Artesão

 Durante os cinco dias da feira também será realizado o mutirão de cadastramento da Carteira Nacional do Artesão e do Trabalhador Manual. O subsecretário de Desenvolvimento Integrado, Pedro Leão, explica que o cadastramento abrange os municípios que compõem o Território Vertentes. “Estamos mobilizados principalmente para atender os artesãos de São João Del Rei, Tiradentes, Prados e Santa Cruz – que são municípios com forte vocação de artesanato. Também estamos preparados para atender artistas de outros municípios que também têm o artesanato como importante manifestação”.

 Para participar, o interessado, maior de 16 anos, e comparecer, na data e local agendados, portando os seguintes documentos: foto 3×4 recente, original e cópia do documento de identidade, CPF e comprovante de residência em nome do requerente. O cadastramento se dará mediante avaliação de peças prontas e demonstração de habilidade manual, através da prova de feitura para cada técnica a ser cadastrada. Poderão ser registrados no mínimo uma e no máximo três técnicas para cada artesão.

 Plano Mineiro do Artesanato

 No total, mais de 670 artesãos foram cadastrados apenas no primeiro semestre deste ano – o que representa um crescimento de 20% na emissão do documento. Em todo o estado cerca de 3,5 mil profissionais possuem o documento. Estima-se que hoje o Estado tenha cerca de 300 mil artesãos e que toda a cadeia produtiva movimenta aproximadamente R$ 2,2 bilhões por ano em Minas Gerais.

 O secretário Wadson Ribeiro afirmou ainda que a Seedif iniciou estudos para a confecção do Plano Mineiro do Artesanato — primeiro programa de política pública do estado para o setor. “Vamos construir uma agenda em favor do artesão. Estamos construindo o Plano Mineiro do Artesanato, lançaremos a consulta pública para que todos possam participar. Neste momento de crise, criar renda e gerar emprego é a prioridade”, afirmou.

 Serviço

13ª Feira Mineira de Artesanato

Data: 6 a 10 de setembro

Local: Santíssimo Resort – área externa

Rua dos Inconfidentes, 140 – Centro Histórico de Tiradentes

 Horário de funcionamento da feira:

06/09 (quarta) – 16 às 22h

07/09 (quinta) a 09/09 (sábado) – 10h às 22h

10/09 (domingo) – 10h às 19h