População e autoridades debateram soluções para segurança pública em Barroso

Foi realizada, na noite desta segunda-feira (14), na Câmara Municipal de Barroso, audiência pública que teve envolvimento de cerca de 160 barrosenses, a maioria da zona rural, e autoridades, incluindo o comandante da 190ª Companhia da Polícia Militar, Capitão Geraldo Veloso e o Tenente Alexandre Vigorito, comandante do pelotão da PM em Barroso, além do Delegado da Polícia Civil, Alexsander Soares Diniz.

Em cerca de cinco horas de reunião, os barrosenses expuseram sua preocupação e, muitos, seu desespero com relação à insegurança que ronda o município, com diversos casos de furtos e roubos, muitos com uso de violência. Quem também marcou presença foram os taxistas, que também estão desesperados, diante de ocorrências de roubo e até sequestro vitimando integrantes da classe.

De acordo com Jorge Barbosa, ex-presidente da Associação Ortópolis Barroso e que também tem propriedade na área rural, os moradores perderam o maior patrimônio que havia na zona rural, que é justamente o sossego e a segurança, ficando à mercê dos bandidos e se sentindo desamparados.

O presidente da Acib – Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Serviços de Barroso – Ronaldo Ferreira, destacou que o clima de insegurança também se reflete no comércio da cidade, com muitos empresários e funcionários com medo da violência, originado pelos diversos furtos e até assaltos registrados em estabelecimentos comerciais durante este ano. De acordo com Ronaldo, é fundamental a instalação de câmeras de monitoramento no centro da cidade, para inibir a ação dos criminosos, opinião também compartilhada pelo Capitão Veloso, que declarou que diminuiu consideravelmente o índice de furtos e roubos em cidades que instalaram as câmeras.

De acordo com o capitão Veloso, um dos maiores problemas é o não registro das ocorrências. Muitas vítimas não registram o B.O e, por isso, os crimes não entram para as estatísticas e a PM fica sem ter uma real dimensão da situação e podendo até atrapalhar o aumento do efetivo policial no município. Portanto, é recomendável que todas as vítimas registrem a ocorrência.

Após ouvirem diversos depoimentos e sugestões, o capitão Veloso apresentou algumas providências que serão tomadas. De imediato, será implementada a patrulha rural, através de um veículo que fará um revezamento com a área de Tiradentes. Foi também mencionada a volta dos conselhos, para aproximar a PM da população e para que os moradores de cada bairro possam apresentar suas reivindicações e reclamações relativas à segurança.
Confira, abaixo, trechos da fala do Capitão Veloso e do Delegado de Polícia Civil Alexsander Soares Diniz.
 

 

 

Comente e compartilhe esta notícia no Facebook do Jornal Primeira Página!

—————————————————————————————————
Image and video hosting by TinyPic
Acesse: www.newperception.com.br



Leave a Reply