Suposto incêndio desloca equipe dos Bombeiros para Barroso

Uma das viaturas do Corpo de Bombeiros, que se deslocou a Barroso
para atender à chamada, retornando para Barbacena.

No fim da noite desta 4º feira (17), por volta das 23h30min, a equipe do Jornal Primeira Página recebeu a informação de que uma casa em Barroso estaria pegando fogo e que haveria uma equipe do Corpo de Bombeiros de Barbacena já na estrada, se deslocando para  a cidade. Imediatamente a reportagem acionou a Polícia Militar para identificar em que local seria o suposto incêndio, mas os policiais afirmaram que não haviam recebido nenhuma solicitação ou pedido de socorro.

A informação inicial dava conta de que o incêndio seria em um conjunto habitacional da cidade. Assim, a reportagem se dirigiu inicialmente à Cohab do Jardim Bandeirantes, onde não identificou fogo nem fumaça. O mesmo procedimento aconteceu na Cohab do bairro Josefina Coelho, também sem encontrar nenhum incêndio. Nesse intervalo de tempo, já havia, também, uma viatura da Polícia Militar de Barroso pelas ruas, averiguando a informação.
 
Quando a reportagem se dirigia ao bairro da Praia, onde também existem casas populares, duas viaturas do Corpo de Bombeiros – uma caminhonete e um caminhão – estavam no bairro Dr. José Guimarães, local informado por uma barrosense como sendo a rua onde ocorreu o incêndio e que, felizmente, não apresentava nenhum sinal de fumaça, tampouco de fogo.
 
De posse do número de telefone da cidadã, os bombeiros fizeram uma ligação e a jovem deu detalhes do que aconteceu. Ela disse que uma vegetação em frente à casa de um senhor estava pegando fogo e alguns moradores ficaram assustados, acionando o Corpo de Bombeiros via 193. No entanto, de acordo com a barrosense, o fogo teria sido controlado.
 
Em conversa com a equipe de reportagem do Jornal Primeira Página, o oficial dos Bombeiros comentou que, em casos como esse, seria melhor que a pessoa que solicita o socorro tenha certeza do que está acontecendo. “Ainda bem que não encontramos nenhum incêndio nesta noite aqui em Barroso, mas seria melhor as pessoas terem mais certeza do que está acontecendo antes de acionar uma equipe de salvamento. Nós nos deslocamos de Barbacena para cá, sendo que poderíamos ter que atender a um outro chamado. Além disso, esse deslocamento desnecessário para outras cidades gera custos para o contribuinte, pois a gente acaba gastando combustível e mão de obra à toa”, ressaltou o oficial.

Leave a Reply