Tempo seco influencia produção e preço de produtos em Barbacena

A estiagem prolongada vem afetando a produção e qualidade de frutas, legumes e folhas no Campo das Vertentes. Em Barbacena, com o tempo seco, o preço de alguns produtos aumentou. De acordo com a Central de Abastecimento (Ceasa), em dez dias o movimento já é 15% menor. A redução no volume de vendas já chega a duas toneladas por semana.

O agricultor Álvaro Balduino Filho levou para a Ceasa de Barbacena menos da metade de cebolinha e agrião que está acostumado. “De 80 dúzias de verduras por semana diminuí para 15. É uma perda bastante grande”, afirmou.

Preços de outros legumes, frutas e folhas dispararam. A caixa com 16 quilos do quiabo, por exemplo, não sai por menos de R$ 80. Há duas semanas, a caixa custava R$ 60. A caixa do jiló custa R$ 40, cerca de R$ 15 mais cara do que na semana passada. Márcia de Oliveira, dona de um estabelecimento, reclama que acaba tendo que repassar os preços para os clientes. “Tenho que levar menos, porque não é possível substituir, e vender caro”, explicou.

Fonte: G1 Zona da Mata

Leave a Reply