Cinco crianças morrem em incêndio no Jardim Europa


Um incêndio na manhã de sábado, 26 de abril, chocou os moradores do bairro Jardim Europa. Uma casa na Rua Viena pegou fogo por volta das 9h30, causando a morte de cinco crianças – Ketlen Larissa Guimarães (03 anos), Beatriz Vitória Guimarães (02 anos), Davi Júnior Guimarães (01 ano e 06 meses), Gustavo Henrique Celestino Pinto Guimarães (01 ano e 06 meses). Duas, das cinco crianças que não conseguiram sair, foram resgatadas com vida pelos próprios moradores, sendo que uma morreu no Hospital e outra, Rafaela Camila Guimarães Matias (de 05 anos), com cerca de 70% do corpo queimados, foi transferida para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, mas não resistiu às queimaduras, indo a óbito na manhã de Domingo (27).

Ainda na tarde do sábado, um helicóptero do Corpo de Bombeiros foi deslocado até Barroso, vindo da capital mineira para buscar a única das cinco crianças citadas que havia sobrevivido. A perícia já foi feita para apurar a causa do incêndio.

Segue abaixo o vídeo.

A causa do incêndio ainda é desconhecida. Ao perceberem o incêndio e os pedidos de socorro de uma das mães que vivia na casa, os moradores imediatamente acionaram o Corpo de Bombeiros de Barbacena que, de acordo com o Sargento Romério do COBOM, iniciaram a preparação e o deslocamento imediato para Barroso.

O SAMU e a Polícia Militar também foram acionados e chegaram ao local antes dos Bombeiros. Os Policiais Militares se juntaram aos moradores na tentativa de controlar o incêndio com baldes de água e mangueiras, mas a residência já havia sido tomada pelas chamas e as três crianças já estavam mortas.
Quando o Corpo de Bombeiros chegou, cerca de 50 minutos após o início do incêndio, os vizinhos já haviam controlado o fogo e o COBOM iniciou a operação de rescaldo, buscando identificar se haviam ou não mais vítimas no local. Os moradores ficaram revoltados com a espera pelo Corpo de Bombeiros. O sargento explicou que imediatamente após receber o chamado iniciou-se o deslocamento, que é demorado pelo fato de o caminhão pesar quase 40 toneladas e pela distância de Barbacena a Barroso.
Na casa vivia uma família grande. A mãe de Beatriz, Gustavo e Rafaela, a jovem Gracy Kelly Guimarães (24 anos), estava no Hospital de Barroso, em trabalho de parto. Outros familiares estão em estado de choque e ainda não puderam fornecer informações sobre o início do incêndio, que ainda será apurado pela nossa reportagem. A uma equipe de reportagem da Record, a mãe de duas das vítimas (David e Ketlen), Amanda Francisca Guimarães (18 anos), declarou que o fogo poderia ter surgido de um problema elétrico, já que na noite anterior a luz da casa piscou por muitas vezes.

Foi grande a comoção dos vizinhos diante da tragédia e ao mesmo tempo o empenho de todos para controlar o incêndio e tentar resgatar as vítimas com vida. Um dos voluntários recebeu atendimento pelo SAMU, pois ficou intoxicado pela fumaça ao entrar na casa para o resgate. Em respeito às vítimas e aos seus familiares, nossas fotos não mostram os corpos das crianças.

As quatro crianças que morreram no sábado foram veladas em uma cerimônia coletiva, na quadra poliesportiva do Bairro Jardim Europa, com apoio da Secretaria Municipal de Assistência Social e dos Direitos da Criança e do Adolescente de Barroso, quando foi realizada a cerimônia de encomendação, com o Padre Fábio José Damasceno, e em seguida o sepultamento dos corpos no Cemitério Paroquial. Já o corpo de Rafaela só foi liberado por volta das 17 horas do Domingo, seguindo direto para Barroso, onde foi velado rapidamente na capela do Necrotério Municipal, sendo sepultado em seguida, por volta das 21 horas.

A Prefeitura Municipal de Barroso decretou luto oficial de três dias.

Segue, abaixo, o vídeo que mostra o empenho dos moradores e Policiais Militares em ajudar a conter as chamas.

Leave a Reply