Programa de interiorização da telefonia integra plano de desenvolvimento para pequenas cidades

Minas Comunica II é o tema do Palavra do Governador; ProAcesso e ProMunicípio também são exemplos do esforço do Estado para beneficiar pequenos municípios

Nos últimos anos, o interior do Estado recebeu uma série de investimentos do Governo de Minas. Foram ações em diversas áreas voltadas exclusivamente para as pequenas cidades que levaram melhores serviços públicos e mais qualidade de vida para os cidadãos. Programas na área de infraestrutura, saúde, educação, segurança pública e acesso ao asfalto são alguns dos exemplos dos investimentos feitos, como lembraAntonio Anastasia no Palavra do Governador desta semana.
“Dos 853 municípios mineiros, mais de 500 têm menos de 10 mil habitantes. E esses municípios receberam muitos projetos importantes. O ProAcesso, o ProMunicípio, o Farmácia de Minas, as Unidades Básicas de Saúde. Quanto mais nos fortalecemos, melhoramos a qualidade de vida e damos oportunidade às pessoas que moram nas cidades pequenas e médias, mais estamos favorecendo o Estado como um todo”, afirma Anastasia.

A ampliação do acesso ao sinal de celular é um bom exemplo do esforço que foi feito pelo Governo do Estado nos últimos anos para melhorar a qualidade de vida das pessoas no interior. Em 2007, 412 municípios não contavam com o serviço. O Governo do Estado lançou, então, o programa Minas Comunica, que aportou investimentos de R$ 163,5 milhões para que o sinal de telefonia pudesse chegar a todas as cidades do Estado. Hoje, todos os municípios de Minas contam com o serviço de telefonia móvel de pelo menos uma operadora.

O projeto deu certo e agora está sendo ampliado, por determinação do governador, sob o nome de Minas Comunica II. A ação vai atender também, nos próximos dois anos, a todos os distritos de Minas Gerais, como explica o próprio Anastasia.
“Resolvemos lançar um edital de licitação para ver quais operadoras estão interessadas em participar da disputa para levar o sinal de telefonia a esses distritos. São mais de 350 municípios a serem beneficiados, quase 700 distritos, no valor de cerca de R$ 140 milhões. É um programa que se fará em dois anos, sendo que metade desses distritos já terá o seu sinal de telefonia celular funcionando no final deste ano de 2014, e o restante, até fevereiro de 2016”, garante o governador.
“Insisto que o sinal de telefonia celular não é só um conforto, sob o ponto de vista pessoal e até cultural das pessoas, mas também oportunidade de negócios, vantagens para as empresas, que poderão criar novas oportunidades de trabalho e de renda para as pessoas, além da questão de saúde e de segurança, para as quais o sinal telefônico também é muito importante”, conclui Anastasia.

Leave a Reply