Hospital de Barroso vai receber Sistema de Aquecimento Solar

Através do Programa Energia Inteligente, por meio do Projeto Solar Hospital e Entidade, o Instituto Nossa Senhora do Carmo vai receber, amanhã, um Sistema de Aquecimento Solar. o projeto vai beneficiar centenas de pessoas atendidas pelo Hospital de Barroso com a substituição dos chuveiros elétricos por sistemas de aquecimento da água por meio de energia solar, além de gerar uma economia de energia para a instituição. O investimento da Cemig será de R$75 mil.
Haverá carreata às 10h30, saindo do trevo de Barroso com destino ao Hospital, onde acontecerá o evento Projeto Solar Hospitais e Entidades, com a presença de Higino de Souza, coordenador estadual do Programa Energia Inteligente, da Cemig e do coordenador regional do programa, José Antônio do Nascimento.
A economia gerada por meio da utilização do sistema de aquecimento solar poderá proporcionar investimentos em infraestrutura, alimentação e outras atividades que melhorem a qualidade de vida dos pacientes. O Sistema de Aquecimento Solar do Instituto Nossa Senhora do Carmo possui 52 m² de placas coletoras e reservatórios com capacidade para armazenar 5.000 mil litros de água quente.

De acordo com o presidente licenciado do Instituto Nossa Senhora do Carmo, o Vereador Tonho, a instalação desse sitema implica diversos benefícios. “A instalação dos equipamentos permitira uma grande economia de energia pelo Hospital de Barroso, com benefício para a própria comunidade barrosense, nas questões ambientais e de sustentabilidade”, declara.

Segundo a Cemig, a instalação do equipamento representa um benefício para toda a população, pois a medida vai racionalizar seu consumo de energia elétrica para aquecer a água nos banhos e demais atividades diárias, deslocando a demanda para fora do horário de ponte. O novo sistema vai trazer uma economia de 70% de economia na energia usada para aquecimento da água.
Solar Hospital e Entidade
O Projeto Solar Hospital e Entidade visa à substituição de chuveiros elétricos por sistemas de aquecimento solar de água em hospitais públicos do Estado e nas entidades filantrópicas, retirando o consumo de energia elétrica do horário de ponta (17h às 22h). A instalação dos aquecedores solares será realizada em 70 hospitais e entidades. O valor total investido pelo Projeto será de R$ 20 milhões.
Aneel – Conforme a legislação vigente, as concessionárias e permissionárias de serviços públicos de distribuição de energia elétrica estão obrigadas a aplicar, anualmente, o montante de, no mínimo, 0,5% de sua receita operacional líquida em ações que tenham por objetivo o combate ao desperdício de energia elétrica.

Leave a Reply